terça-feira, 5 de agosto de 2014

Concursos

Nível médio

Paraíba: 15 postos para bombeiro

Foi divulgado o edital com 15 vagas para o Curso de Formação de Oficiais 2015 do Corpo de Bombeiros Militar do Estado da Paraíba.
Das oportunidades, 10 são para o sexo masculino e cinco para o feminino. Para concorrer é necessário ter entre 18 e 30 anos de idade na data de inclusão (início do curso); possuir ensino médio completo ou equivalente até a data da matrícula; ter altura mínima de 1,60m no caso de mulheres e de 1,65m no caso de homens; além de ter participado do Enem 2014.
Segundo o edital, o ingresso do candidato aprovado e convocado será realizado na graduação de praça especial, como cadete, e ao término, com aproveitamento, o concluinte será declarado aspirante a oficial Bombeiro Militar. Neste período, o salário varia de R$ 1.067,34, no primeiro ano, até R$4.240,58, quando da formação.
Após um período de estágio probatório de no mínimo seis meses o bombeiro será promovido ao posto de 2º tenente (com remuneração de R$ 5.287,34), ingressando no Quadro de Oficiais Combatentes.
As inscrições devem ser feitas até as 12h do próximo dia 15 de dezembro, por meio do site www.Pm.Pb.Gov.Br/inscricoes_cfoBM2015. A taxa é de R$ 70,00.
O processo seletivo será realizado através de prova escrita (que também considerará a nota obtida no Enem), exames de saúde complementares (psicológico, de saúde e de aptidão física), e a avaliação social. Fonte: Diário do Nordeste.

Conselho do Ministério Público abre 87 postos

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), sediado em Brasília (DF), publicou edital de concurso que visa a preencher 87 vagas imediatas e formar cadastro reserva (CR) para os postos de técnico e analista.
Para aqueles que completaram o ensino médio/técnico o certame disponibiliza 49 oportunidades imediatas para o cargo de técnico do CNMP nas especialidades de administração (45 + CR) e segurança institucional (4 + CR). Os salários oferecidos para os empregos são de, respectivamente, R$ 5.007,82 e R$ 5.996,28.
Graduados podem optar pela ocupação de analista do CNMP nas seguintes áreas e especialidades: apoio jurídico (18 + CR); apoio técnico - arquivologia (1 + CR), comunicação social (2 + CR), contabilidade (1 + CR), engenharia civil (1 + CR), estatística (1 + CR); apoio técnico administrativo, nas especialidades de controle interno (2 + CR) e gestão pública ( 5 + CR); tecnologia da informação e comunicação nas especialidades de desenvolvimento de sistemas (5 + CR) e suporte e infraestrutura (2 + CR). Para todos a remuneração mensal é de R$ 8.178,06.
As inscrições começam a partir das 10h da próxima segunda-feira, dia 15 e segue até 21 de janeiro, pelo site da Fundação Carlos Chagas (www.Concursosfcc.Com.Br). As taxas variam de R$ 54,97 a R$ 70,97. Fonte: Diário do Nordeste.

IBGE e INSS solicitam mais de 6 mil vagas ao Ministério do Planejamento

Pedidos incluem 1.564 vagas para o IBGE e 4.730 postos para o INSS. Cargos são de nível médio e superior. Dois órgãos que costumam atrair um grande número de candidatos em seus processos seletivos estão prestes a obter autorização para a abertura de milhares de vagas em seu quadro de servidores. Tanto o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) quanto o Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS) encaminharam ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) pedidos para a abertura de, ao todo, 6.294 vagas através de concurso público. Confira:

Image-0-Artigo-1685787-1
Um dos concursos públicos mais disputados no país é aguardado com ansiedade por milhares de pessoas. A informação de que o INSS pretende realizar uma nova seleção para técnico do seguro social e perito médico previdenciário veio no final de março
Dois órgãos que costumam atrair um grande número de candidatos em seus processos seletivos estão prestes a obter autorização para a abertura de milhares de vagas em seu quadro de servidores. Tanto o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) quanto o Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS) encaminharam ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) pedidos para a abertura de, ao todo, 6.294 vagas através de concurso público. Confira:
IBGE
As informações obtidas com a assessoria de imprensa do IBGE era de que o órgão enviou um pedido ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) solicitando a abertura de 1.044 postos de nível médio e mais de 300 com exigência de diploma de graduação. O responsável pelo setor não soube divulgar os cargos, mas disse que o instituto encaminhou a solicitação com a justificativa de que o quadro de pessoal está defasado, pois grande parte dos profissionais encontra-se em fase de aposentadoria.
Segundo a diretora da ASSIBGE-SN (Associação e Sindicato Nacional dos Servidores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Susana Drumond - que teve acesso ao pedido - revelou que foram solicitadas 1.044 vagas para a função de técnico em informações geográficas e estatísticas e 520 para os cargos de tecnologista em informações geográficas e estatísticas e de analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas.
De acordo com a diretora da associação, as oportunidades para técnico serão lotadas nas agências de todos os Estados do país. Já as ofertas de analista e tecnologista serão distribuídas da seguinte maneira: 300 para o Rio de Janeiro (sede e diretorias) e 220 em âmbito nacional, que serão destinadas para as unidades estaduais.
INSS
A assessoria de comunicação do Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS) confirmou ao JC&E que o órgão encaminhou um novo pedido ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para a abertura de um concurso público. E, agora, a solicitação feita foi para 4.730 oportunidades.
Este pedido manteve as 2.000 vagas (solicitadas anteriormente) para técnico do seguro social, ampliou o número de perito médico previdenciário - que antes era de 1.080 e agora passa a ser de 1.150 - e incluiu 1.580 postos para analista do seguro social.
Durante uma reunião com alguns deputados federais, em 1° de abril, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, havia anunciado que daria o aval para 1.500 vagas de técnico em junho, mas isso não aconteceu. Por conta disso, alguns parlamentares continuam pressionando a ministra para que a autorização seja concedida o mais rápido possível.
Apesar da pressão dos políticos, o MPOG não se manifestou para falar sobre a liberação do processo seletivo. Entretanto, tudo indica que o aval saia nos próximos meses e que o concurso ficará para 2015. Primeiramente, isso deve ocorrer porque a seleção para analista terá validade até maio do ano que vem, e o segundo motivo é que o Planejamento está fechando a análise da execução orçamentária.
Os concursos do INSS sempre são um dos mais disputados no país, por isso, é importante que o candidato se prepare com antecedência. Fonte: Diário do Nordeste.